Ensaios

Poesia

domingo, 5 de agosto de 2012

Tanto Tempo



Já se passou tanto tempo, mas parece que cada vez que o relógio avança, mais forte se torna o sentimento que corre sobre mim quando percebo o mais ínfimo traço da sua vida cruzando com a minha, desde o cheiro do seu perfume ao um olhar vago de uma estranha pelas ruas da cidade que se parece com o seu. É latente o quanto ainda sinto falta da tua presença do meu lado, me despojo de todo meu orgulho para admitir isso, não era algo que planejava manter, depois de tanta água que a correnteza fez correr, passar 12 meses moendo, remoendo e fermentando um sentimento que não tem mais resposta, afinal, no fundo a sua racionalidade é perfeitamente compreensível, o que aconteceu virou poeira e foi embora na torrente de vento do esquecimento e da indiferença. A situação atual que se encontra as voltas e submersão do que sinto por ti não é algo nenhum pouco benéfico sob qualquer aspecto do meu cotidiano, ter a tona as lembranças do que passou e do quanto eu ainda preciso de você é uma sádica saudade, consumindo em varias ocasiões meus pensamentos, perdendo a oportunidade de me focar em outros assuntos ou metas que tenho tentando assumir. Nunca fui bom em lidar com términos e esse não fugiu a regra, mas esse me atinge de uma forma ferina e surpreendente, pois ele ficou oculto por um tempo que realmente achei que tinha conseguido fechar a chaga que havia sido criada, mais eis que ele ressurge do limbo onde tinha adormecido de uma forma ameaçadora, forte e de escalas desproporcionalmente difusas, virando mais um fardo para eu carregar através da minha existência como ser pensante (até demais, quem dera existir remédio para uma mente em constante conflito de idéias) drenando as energias lentamente.
Quero realmente, com o que me resta de resistência, achar algo ou uma solução final para isso, afinal, “eu te amo” vindo somente de uma parte não serve de nada, é apenas  mais um meio de se criar sentimento e expectativas falsas e ilusórias, algo semelhante ao famoso ouro de tolo, que quando descoberto te passa a sensação de conquista e glória, mas quando se percebe o verdadeiro valor, se torna uma ilusão é perda de tempo em outras empreitadas que poderíamos estar tomando para não perdermos o foco nas verdadeiras questões e objetivos que temos em mãos para atingirmos o que queremos com resoluta perseverança. O caminho não é fácil, mas rogo todos os dias que eu ache meu caminho e que consiga por de lado esse amor e consiga por em pratica o que quero daqui em diante.


“Por mais que eu tente, lute e tento podá-lo, o sentimento ainda cresce, como a maré na lua cheia ou o orvalho no raiar do dia”

Nenhum comentário:

Postar um comentário