Ensaios

Poesia

quinta-feira, 23 de junho de 2011

A Dificuldade Do Fim

É absurdamente complicada, tortuosa e delicada a conformação de algo que acabou. Seja ele um jogo perdido, um amor, um relacionamento ou a vida de alguém querido por nós. Em certa medida acaba sendo cruel também, pois afinal, se torna algo que jamais iremos recuperar ver, sentir, apreciar, aproveitar os momentos com o objeto de todo o seu afeto. Determinados fins às vezes são tão incertos e sem motivos fortes ou explicações sensatas que acabam nos desnorteando por completo, acabam por nos colocarem em fragilidade total, em um desequilíbrio psicológico, físico ou (que ocorre na maioria das vezes) emocional. O Sentimento do término é uma daquelas sensações que acarreta uma desolação enorme, um estado de incapacidade tremenda e de culpa total pelo ocorrido.

A incapacidade vai tomando conta dos nossos pensamentos, ações e conclusões. Vamos pouco a pouco, nos tornando reféns desse sentimento, acarretando na perda de capacidade de reação frente ao fim fazendo com que não tenhamos forças no momento para reagir frente ao baque de uma grande perda. Assim, vamos perdendo a tranquilidade, nos tirando qualquer idéia do que fazer frente ao problema. Quando botamos a culpa em si mesmo, ai é que realmente chegamos no pior ponto possível. Tudo que você acabe fazendo, ela vai estar de acompanhando, iremos vasculhar o passado atrás desta culpa, dos erros, de todos os SE possíveis, tornando assim, o passado sendo mais importante que o presente e o futuro.

Por fim, mais difícil que todos estes sentimentos e sensações perpassadas com a perda, o mais difícil é aceitar ela. Como aceitar o fim de algo tão importante para nossas vidas, que acabou se perdendo, é uma tarefa das mais difíceis para o homem enquanto ser emocional (este que é irracional sim). Claro que não conseguiremos esquecer o que passamos, pois o que aconteceu é a nossa história, algo que tivemos e que teve bons e maus momentos, único e indescritível. Devemos trocar o rancor, a mágoa e a tristeza por saudade, maturidade e levarmos isso como uma lição para posteridade. Geralmente o fim é inevitável, mas para tudo tem um tempo de aprendizado, formação e conclusão. A velha frase “de tempo ao tempo" se encaixa como uma luva nessa situação.

2 comentários:

  1. que bonito :) hehe
    curti, continue postando!

    btw, saudade é sentimento lindo, mas ainda machuca :/

    hahaha fique bem!

    ResponderExcluir
  2. Espero um dia que o tempo vença meu passado e me liberte para viver meu presente e construir meu futuro. Belo texto.

    ResponderExcluir