Ensaios

Poesia

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Pensar de pesares

Em certos momentos de pensamento
O ideal para as ideias é a ausência deste
Pensar por determinado viés acarreta sofrimento
Sem intenção somos geradores da loucura na mente

Raptos de vontades do eu pesaroso
Geração de desconforto pelos sentidos
Tenho meus demônios num pesadelo indecoroso
Assombrando o cotidiano rotineiro e cansativo

Por acasos de estranha natureza
Nos paradigmas anseio qualquer coisa
Vacina, fuga ou divina maneira
Ter reconforto de outono ao cair das folhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário