Ensaios

Poesia

terça-feira, 1 de março de 2011

Deixar Estar

Deixar estar é o que resta, simples assim. Certas coisas não mudam ou demoram a passar, e acabamos procurando um motivo ou o porque das pessoas se manterem no ranço, orgulho ou rancor contigo. São coisas que acabam te minando muito mais do que as palavras, ou até mesmo atitude, pois a falta da mesma demonstra claramente uma indiferença mortal e cruel. É realmente angustiante ser tratado dessa forma porque afinal, tu nunca vai conseguir entender o real motivo de tudo e acaba culpando a si mesmo, sendo um incomodo diario e intermitente. E por mais que você tente, a situação não será resolvida tão de bate-pronto.


Essa incomodação sempre acaba descambando pra outros fatores que acabam te tirando o sono e a tranquilidade. Se torna aquele stress por pouca coisa, aquela desatenção na aula, uma distração tola no trabalho, ou seja, vai formando uma bola de neve de "probleminhas", algo que no fundo, você jamais se incomodaria se não fosse o fato em que a situação o tornou culpado e fez com que nos auto-execramos como o bastardo canalha por ter se exposto de tal forma, que mostrou o quanto voce é vulnerável em relação a outra pessoa.

 para tudo isso, a unica alternativa é o tempo, deixar passar e estar, fazer com que as pessoas esqueçam o quanto se magoaram mutuamente e aprendam a perdoar, ou pedir perdão. Há ocasiões que o orgulho não leva a nada e so traz mais sofrimento a ambos, perdendo uma oportunidade para rever onde houve erros e acertos, por fim a magoas que só os envolvidos sabem. O jeito é esperar e tocar as coisas, esquecer tudo o que passou e deixar que tudo se resolva por conta propria, pois existem coisas que nunca saberemos e que por mais que tentamos entende-las, a situação só piora e tornando as coisas mais turvas e inconsistente.

Um comentário: