Ensaios

Poesia

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Por Onde Começar



Em que pese o acumulo de conflitos, não consigo controlar pensamentos acerca de qualquer ideia que me remeta a você. Seja aquela musica de fundo, ou um cabelo esvoaçante de uma desconhecida andando pela rua, tua figura se agiganta a cada esquina cruzada por meus passos trôpegos e incertos, por vãos e vias vou me esgueirando procurando formas de submeter aos meus quiméricos sonhos teus lábios doces, aos quais me elevam a ardores profundos e intensos.

Vou te querendo sem saber por onde começar, nem por meios ou fins que acarretara a vastidão do encontro das almas aflitas e inconstantemente ansiosas. Neste jogo ao qual nós unicamente brindamos, acomete-me nada mais do que poder prestar-lhe toda a minha singela entrega e dedicação, a ilustre ideia de nutrires por mim um mínimo de amor já me contenta descontentemente, pois o mínimo é apenas uma doce prova do que tendo a querer mais e mais, é um excesso do qual quero sempre cometer, uma gula viciante e envolvente, dominando toda a construção de uma rotina, tornando-se a mais vibrante das sensações metafisicas.

A aflição que tenho toda vez que uma barreira nos impede de conjugarmos o mesmo espaço e o calor dos corpos é um fardo que vou lidando com espasmos desconfortantes e apertos fortes, ao redor de cada suspiro profundo que tenho em que se tornam mais frequentes com o passar do tempo, arrematam com tal profundidade minhas ideias sobre tudo o que sinto, penso, necessito uma constante e revolucionária evolução pessoal, uma roda da fortuna que gira sem um ritmo certo, apenas passando e me levando ao prazer de amar-te.

Ainda que por contrastes e casos dos acasos, atualmente imprevistos e portentosos infortúnios me impedem de estar por completo me deleitando de seu raro ser, com a escrita vou aliviando todo o fardo que carrego por ter este amor embarreirado por muralhas aos quais estou me aventurando a derrubar e tomar de assalto, com minha tropa munida das mais poderosas forças que os homens possam usar: palavras, sentimentos e ideias das mais honestas e de tal intensidade que acredito, irão conquistar a fortaleza de suas entranhas, inquietando todo seu ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário