Ensaios

Poesia

sábado, 13 de setembro de 2014

Tempos de amor conhecido

Não se tornaram meras favas contadas
Acontecimentos vão se destoando
Nos fatos contra o desejar
Surpreendentemente nos tragam
Numa mistura densa e disforme
Em que jogos de querer
Ter a certeza da potente vontade
Emanando aos poucos um desatino
De falar-te para buscares em mim
Abrigo contra esta ferida exposta
Nesta causa de amor corrompido
Um conflito agora resulta
Num aprendizado de pacificação
Amor nosso é questão de o conhecermos

Nenhum comentário:

Postar um comentário