Ensaios

Poesia

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Contentamento

Nos teus braços me contento
E dentro destes me contenho
E no teu discreto olhar
Acabo por me deleitar

Tento em ti furtivamente
Achar peça condizente
De deleites momentâneos
Em que nos reconfortamos

Nenhum comentário:

Postar um comentário