Ensaios

Poesia

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Insuportável

Não suporto teu silencio
Ele me exaspera de modo intenso
Nos traços do seu esboço
Brincamos de amor no seu logro

Perpassou-me uma ideia
De queimar feito quimera
Feito um dom Quixote errante
Clamo seu nome neste instante

Nenhum comentário:

Postar um comentário